genealogia-brasileira

GENEALOGIA

CHINESA

 Pesquisa Genealógica   Brasão de Armas   Links de Genealogias   Cidadania   Inclua sua Família  Comunidades  Contato

 

GENEALOGIA CHINESA

Afeghan, Africana, Americana, Apelidos, Arabe, Armenia, Asteca, Barao, Biblica, Brasileira, Budista, Catolica, Celta, Chinesa, Conde, Egipcia, Eslava, Etiope, Fenicia, Filipina, GregaHindu, Hungara, Inca, Italica, Japonesa, Judaica, Malaia, Militar, Mongol, Muçulmana, Nobreza, Nomes, Normanda, Oceania, Oriental, Origens, Persa, Polonesa, Protestante, Realeza, Religiosa, Romena, Russa, Sobrenomes, Sulamericana, Viking,Visconde
Na pré-história, a China foi habitada, entre 550 mil a 300 mil anos antes de Cristo, pelo Homo erectus, antepassado do Homo sapiens cujo um dos espécimes mais famoso é o Homem de Pequim, descoberto em 1927 em Zhoukoudian que usava instrumentos de pedra e o fogo.
Entre 200 mil e 50 mil a.C. o Homo sapiens inicial habitou certas zonas da China3 e o mais recente, o Homo Sapiens Sapiens esteve em Zhoukoudian 40 mil anos a.C.. Também esteve no mesmo sítio Homo Erectus há 1 milhão de anos. Os homens Sapien fixaram-se no Nordeste da China há cerca de 25 mil anos atrás a seguir de a parte mais quente do Sul já ter sido explorado
No início do período Neolítico, que na China é entre 8000 e 2000 a.C, o clima da Ásia Oriental era tropical. O Norte chinês possuía densas florestas e a havia crocodilos e elefantes. Descobertas arqueológicas recentes revelaram que várias culturas regionais efetuaram separadamente a transição da recoleção para a produção de alimentos. Nelas incluem-se as culturas de Yangshao no curso médio do rio Amarelo, que cultivava painço e outros cereais a 6500 a.C, talvez 70006 e também tinha galinhas e porcos, a Dawenkou em Shandong. Os agricultures do norte chinês tinham de enfrentar secas e cheias frequentes, apesar dessas dificuldades a sofisticada cultura da aldeia de Yangshao usava uma forma primitiva de irrigação, estava florescente em 5000 a.C. e tinha 100 casas. A Majiabang no curso inferior do rio Yangzi (Iansequião) e a Dapenkeng ao longo da costa sul e de Taiwan. A cultura Majiabang emergiu no sexto milénio a.C. e caraterizou-se pelo cultivo de arroz à cerca de 6500 a.C. apesar de já o terem aclimatado 1500 anos antes e de se pensar que já era cultivado em 8500 a.C.. A agricultura chinesa tornou-se bem organizada e intensiva ao longo dos séculos seguintes, especialmente no sul. já possuindo porcos e búfalos aquáticos e pelo uso da cerâmica com motivos gravados por incisão.
Perto da costa chinesa o cultivo de tubérculos como o inhame e o taro foi acompanhado pelo surgimento de alfaias mais complexas para cavar e pintar. O registro mais antigo do passado da China data da Dinastia Shang, possivelmente no século XIII a.C., na forma de inscrições divinatórias em ossos ou carapaças de animais, segundo a tradição chinesa começou em 1766 e acabou em 1122 a.C.
A dinastia Shang teve uma série de capitais das quais a mais importante era Zhengzhou, capital durante o período inicial e intermédio da dinastia que tinha uma muralha com cerca de 6,4 quilómetro de comprimento e 10 metros de altura que protegia um grande povoado, e Anyang ocupada entre 1300 e 1050 a.C..
As casas e oficinas ali (em Zhengzhou) encontradas indicam que a sociedade Shang era altamente organizada e socialmente estratificada. Nos arredores de Anyang, em Xiaotun, foram descoberos indícios do que teria sido o centro cerimonial e administrativo do estado Shang na sua fase tardia. Em Xibeigang, 3 quilómetros a norte foram descobertos 11 grandes túmulos cruciformes que podiam pertencer aos 11 monarcas Shang, que segundo os registos existentes teriam reinado em Anyang.

Custom Search

ÁRVORES GENEALÓGICAS

Pesquise sua árvore genealógica no índice abaixo. Se não tiver: clique e Inclua sua Família ou atualize seus dados. É gratuito! Você pode também  incluir um link para acesso à página de sua família.

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z